O controle de vetores é muito importante. Nesse processo, é preciso prestar atenção a alguns detalhes. Sempre fique atento ao manuseio de produtos químicos, assim toda a família pode ficar em segurança.

Os insetos e animais indesejados que vivem no meio urbano como: cupins, formigas, ratos, pulgas, baratas, entre outros, deve ser combatidos. Isso é importante porque eles podem transmitir doenças graves para os humanos.

Saiba como fazer o controle desses vetores de maneira efetiva. Assim, eles nunca mais serão um problema em sua casa ou loja.

Quais os tipos de de controle de vetores?

As pragas e vetores são um grande incômodo, não é mesmo? Para ficar livre desses intrusos podem ser utilizadas algumas formas naturais ou químicas. Existem basicamente 3 tipos de controle de vetores, eles são:

  • Controle Biológico;
  • Controle Mecânico;
  • Controle Químico.

Dependendo do tipo de infestação em que o ambiente esteja, algumas dessas técnicas podem ser mais eficientes que outras.

Controle biológico

É aquele que é feito com elementos da natureza. Em geral, esse modelo faz uso de parasitas, predadores ou patógenos naturais para fazer o controle de vetores. Ou seja, em caso de ratos ou formigas, uma solução é adotar um gato ou ainda aves que se alimentam de insetos.

Controle Mecânico

O controle mecânico, também chamado de controle ambiental, é aquele realizado com ações humanas. São aplicados métodos que reduzem ou eliminam os focos de reprodução dos vetores. Alguns exemplos podem ser: lixo acumulado, água parada, pneus antigos, latas abertas etc. Outra forma de fazer essa intervenção é com itens como: telas nas janelas, ratoeiras, mosquiteiros ou armadilhas.

Controle Químico

Esse tipo de controle é feito por uma empresa especializada em dedetização. Para isso, são utilizados produtos com fórmulas específicas para cada estágio dos vetores. Esses produtos são chamados de inseticidas e tem 2 classificações. Existe o larvicida, que é aplicado para as pragas na fase de lavas. Além desse, também há o adulticida, que é utilizados em insetos na fase adulta.

Como fazer o controle de vetores efetivamente?

A escolha do método de controle de vetores dependerá do nível em que os parasitas e pragas estão em sua casa ou comércio. É preciso analisar se a infestação é recente ou se já tem certo tempo. No caso de ser  mais antiga, já está em uma fase avançada e difícil de controlar com métodos mais simples.

Tendo como exemplo os 3 métodos de controle de vetores, você deve avaliar qual deles será mais efetivo. Em casos em que há muitas pragas, uma solução mais comum não surtirá efeito. Já em casos em que aparece apenas um vetor, talvez não seja preciso aplicar métodos mais complexos e uma tela protetora pode ser eficaz. Por exemplo, se o local está com ratos, é possível as seguintes soluções:

  1. solução biológica: adotar um gato;
  2. solução mecânica: utilizar ratoeiras;
  3. solução química: fazer uma dedetização.

Repare que cada uma dessas soluções acompanha o grau da infestação dos vetores. Em casos mais brandos, basta ter um predador natural perto. Quando há mais de um vetor, é preciso a intervenção humana com armadilhas. Então, se mesmo após essas técnicas nada resolver, é preciso contratar um serviço de dedetização completo.

Não fique com pragas indesejadas em sua loja ou casa, escolha a etapa adequada para fazer o controle de vetores. Porém, é bom lembrar de fazer uma dedetização com regularidade para evitar esses insetos.

Viva tranquilamente e deixe que a Desentupidora Bonanza cuide dos pequenos invasores que tiram sua paz. Atendemos 24 horas em todo o Rio de Janeiro. Entre em contato e solicite um orçamento!